15 de fevereiro de 2008


no topo da igreja
antiga arquitetura
não mais repicam os sinos
que ela pendura

o vento sopra indiferente
não há missa nem reza de oração
nenhum vivente

hoje naquele templo
oram as sombras do pôr do sol
ora a brisa do rio

lá de cima somente
os passarinhos
badalam em prece seu assobio



Juliana Meira

17 comentários:

Rafael Missio disse...

Parabens querida!
O blog esta excelente!!
Bj Bj.

Igor disse...

Você vai longe... Ainda vamos comprar livros seus...
Parabéns pelo Blog e por teus poeminhos!

Leonardo Ameln disse...

Parabéns Ju excelente blog, qdo puderes entra no meu mil bjos

Anônimo disse...

ju!!!!
adorei teu blog!!! cm t disse, as imagens estao mto show... elas evidenciam ainda mais a beleza dos poemas!!!! ;)
Adorei todos!
Parabéns...
Concordo com o coments do "igor", "ainda vamos comprar livros seus"....
Gui
bjoooooooooo

Lucas disse...

Quando li o teu blog
Até fiquei meio grog

Por um segundo pensei:
-Quem escreveu foi minha prima!
Foi quando por conta me dei:
Tens o dom para a rima!

Agora eu te deixo
Ficando só a saudade
E para ti eu desejo
Muita felicidade

Anônimo disse...

Amiga, parabéns pelo blog. Está ótimo, assim como teus poemas...Adorei!!!Continue postando, quero ver todos...
Acompanho os coments do Igor e da Gui..."ainda vamos comprar livros seus"
Beijos, Ale.

Eldo disse...

Ju. Muito lindo. Descubro que sou pai de uma poetisa e que minha filha é dona da verdade, pois alguém já disse que a verdade está com os poetas e com as mulheres silenciosas.

Henrique disse...

O poema é lindo.
Esperamos os próximos......

Simone Marconato disse...

Juliana.

Realmente, o teu blog está muito bonito.
Teu pai tem razão, mesmo. Aliás, pelo que tu me contas do Sr. Eldo, a genética fez a sua parte.
Gostei especialmente da última poesia. Aquela do vento... "nenhum vivente" ... meio gaudério, meio intelectual.
Parabéns. Até a próxima.
Abraços, Simone Marconato.

Juliana Meira disse...

queridos amigos!

quanta alegria me traz dividir poemas de minha singela autoria neste “tempoema” e contar com a leitura de vocês!
grata pelas letrinhas carregadas de carinho!

Jaqueline disse...

O blog é lindo! Fiquei horas lendo... Adicionei aos favoritos para acessá-lo sempre. Beijos!

Maitê disse...

Oi guria!!!
Ficou muito legal...
Não sabia que escrevia...
Parabéns.....
Bjs!!!
Maitê

Jacson Bacin Vicente disse...

"Ainda que poetisa..sincera...amiga..vasta em sua sabedoria terrena...nada a esconder...sempre tendo algo a dizer..vagas etérea em um mundo de materias inuteis" Parabéns pela iniciativa e incentivo as palavras companheiras de todas as horas. Apesar da distância o cultivo de nossa amizade é fertil. Grande Beijo!!!

Jacson Bacin disse...

Juliana!! Como é sonora a pronúncia do teu nome. Novamente te escrevo para te congratular pelos teus poemas, e pelo Blog estar sempre com uma qualidade visual singular. "Escrever é preciso" Um Grande beijo desse amigo das paragens do Norte.

Juliana Meira disse...

Jacson amigo!

sempre bom contar com tua leitura, obrigada pelas letrinhas!
fico faceira que o tempoema chega até "as bandas do Passo Fundo", nessas "paragens do Norte"!!

((barbaridade!))

(=

Anônimo disse...

Dra. Juliana

Muito organizado o blogue, inventivo. Fundo preto contrasta bem com os demais caracteres, mas a cor não importa. A boa escolha dos caracteres unidos - ou letras formando palavras e estas versos, frases - é que dão belo significado à palavra criatividade.
Fabrício.

Juliana Meira disse...

Dr. Fabrício, obrigada pelas boas palavras. és sempre bem-vindo ao tempoema! abraços

15 de fevereiro de 2008


no topo da igreja
antiga arquitetura
não mais repicam os sinos
que ela pendura

o vento sopra indiferente
não há missa nem reza de oração
nenhum vivente

hoje naquele templo
oram as sombras do pôr do sol
ora a brisa do rio

lá de cima somente
os passarinhos
badalam em prece seu assobio



Juliana Meira

17 comentários:

Rafael Missio disse...

Parabens querida!
O blog esta excelente!!
Bj Bj.

Igor disse...

Você vai longe... Ainda vamos comprar livros seus...
Parabéns pelo Blog e por teus poeminhos!

Leonardo Ameln disse...

Parabéns Ju excelente blog, qdo puderes entra no meu mil bjos

Anônimo disse...

ju!!!!
adorei teu blog!!! cm t disse, as imagens estao mto show... elas evidenciam ainda mais a beleza dos poemas!!!! ;)
Adorei todos!
Parabéns...
Concordo com o coments do "igor", "ainda vamos comprar livros seus"....
Gui
bjoooooooooo

Lucas disse...

Quando li o teu blog
Até fiquei meio grog

Por um segundo pensei:
-Quem escreveu foi minha prima!
Foi quando por conta me dei:
Tens o dom para a rima!

Agora eu te deixo
Ficando só a saudade
E para ti eu desejo
Muita felicidade

Anônimo disse...

Amiga, parabéns pelo blog. Está ótimo, assim como teus poemas...Adorei!!!Continue postando, quero ver todos...
Acompanho os coments do Igor e da Gui..."ainda vamos comprar livros seus"
Beijos, Ale.

Eldo disse...

Ju. Muito lindo. Descubro que sou pai de uma poetisa e que minha filha é dona da verdade, pois alguém já disse que a verdade está com os poetas e com as mulheres silenciosas.

Henrique disse...

O poema é lindo.
Esperamos os próximos......

Simone Marconato disse...

Juliana.

Realmente, o teu blog está muito bonito.
Teu pai tem razão, mesmo. Aliás, pelo que tu me contas do Sr. Eldo, a genética fez a sua parte.
Gostei especialmente da última poesia. Aquela do vento... "nenhum vivente" ... meio gaudério, meio intelectual.
Parabéns. Até a próxima.
Abraços, Simone Marconato.

Juliana Meira disse...

queridos amigos!

quanta alegria me traz dividir poemas de minha singela autoria neste “tempoema” e contar com a leitura de vocês!
grata pelas letrinhas carregadas de carinho!

Jaqueline disse...

O blog é lindo! Fiquei horas lendo... Adicionei aos favoritos para acessá-lo sempre. Beijos!

Maitê disse...

Oi guria!!!
Ficou muito legal...
Não sabia que escrevia...
Parabéns.....
Bjs!!!
Maitê

Jacson Bacin Vicente disse...

"Ainda que poetisa..sincera...amiga..vasta em sua sabedoria terrena...nada a esconder...sempre tendo algo a dizer..vagas etérea em um mundo de materias inuteis" Parabéns pela iniciativa e incentivo as palavras companheiras de todas as horas. Apesar da distância o cultivo de nossa amizade é fertil. Grande Beijo!!!

Jacson Bacin disse...

Juliana!! Como é sonora a pronúncia do teu nome. Novamente te escrevo para te congratular pelos teus poemas, e pelo Blog estar sempre com uma qualidade visual singular. "Escrever é preciso" Um Grande beijo desse amigo das paragens do Norte.

Juliana Meira disse...

Jacson amigo!

sempre bom contar com tua leitura, obrigada pelas letrinhas!
fico faceira que o tempoema chega até "as bandas do Passo Fundo", nessas "paragens do Norte"!!

((barbaridade!))

(=

Anônimo disse...

Dra. Juliana

Muito organizado o blogue, inventivo. Fundo preto contrasta bem com os demais caracteres, mas a cor não importa. A boa escolha dos caracteres unidos - ou letras formando palavras e estas versos, frases - é que dão belo significado à palavra criatividade.
Fabrício.

Juliana Meira disse...

Dr. Fabrício, obrigada pelas boas palavras. és sempre bem-vindo ao tempoema! abraços