4 de dezembro de 2009


pé-de-laranjeira
na ponta do galho
lua cheia



Juliana Meira
A imagem é "Full Moon", obra de Paul Klee datada de 1919.

10 comentários:

Sidnei Schneider disse...

lembrei de um haikai que meu filho fez, criança, do sol se pondo como uma laranja trazida na bandeja.
bjs

Juliana Meira disse...

bacana o haikai de teu filho, Sidnei. grata por tua presença poeta, bjs

A gata por um fio disse...

que galho lindo... poesia que dá frutos... adorei, Ju

Juliana Meira disse...

obrigada por tuas palavras Sandra. beiJu!

** Renata ** disse...

Esse blog tá demais! Lindo, lindo... cheinho de arte!
Coisa boa de se ler/ver!
bjs

Juliana Meira disse...

legal, Rê! gracias amiga. venha sempre, bJu

gardervolff disse...

O que eu achei magnífico é a conjunção entre as imagens e teus versos. Neste ponto são versos simplificados, passageiros, me lembram que tudo existe, basta olhar, basta realmente ver, que dessa coisa simples se embola tudo e surge a lua feita flor, o fruto da laranjeira.
Tão simples e direto.

Juliana Meira disse...

grata, gardervolff. abraços!

agataporumfio disse...

Ju, amada, estou levando este na mala, para meu papo de haicai em BSB. beiju

Juliana Meira disse...

Sandra! fico faceira que este vá contigo. está em boas mãos.
bJu

4 de dezembro de 2009


pé-de-laranjeira
na ponta do galho
lua cheia



Juliana Meira
A imagem é "Full Moon", obra de Paul Klee datada de 1919.

10 comentários:

Sidnei Schneider disse...

lembrei de um haikai que meu filho fez, criança, do sol se pondo como uma laranja trazida na bandeja.
bjs

Juliana Meira disse...

bacana o haikai de teu filho, Sidnei. grata por tua presença poeta, bjs

A gata por um fio disse...

que galho lindo... poesia que dá frutos... adorei, Ju

Juliana Meira disse...

obrigada por tuas palavras Sandra. beiJu!

** Renata ** disse...

Esse blog tá demais! Lindo, lindo... cheinho de arte!
Coisa boa de se ler/ver!
bjs

Juliana Meira disse...

legal, Rê! gracias amiga. venha sempre, bJu

gardervolff disse...

O que eu achei magnífico é a conjunção entre as imagens e teus versos. Neste ponto são versos simplificados, passageiros, me lembram que tudo existe, basta olhar, basta realmente ver, que dessa coisa simples se embola tudo e surge a lua feita flor, o fruto da laranjeira.
Tão simples e direto.

Juliana Meira disse...

grata, gardervolff. abraços!

agataporumfio disse...

Ju, amada, estou levando este na mala, para meu papo de haicai em BSB. beiju

Juliana Meira disse...

Sandra! fico faceira que este vá contigo. está em boas mãos.
bJu