25 de abril de 2008


O OUTRO
(Carlos Drummond de Andrade)


Como decifrar pictogramas de há dez mil anos
se nem sei decifrar
minha escrita interior?

Interrogo signos dúbios
e suas variações calidoscópicas
a cada segundo de observação.

A verdade essencial
é o desconhecido que me habita
e a cada manhã me dá um soco.

Por ele sou também observado
com ironia, desprezo, incompreensão.
E assim vivemos, se ao confronto se chama viver,
unidos, impossibilitados de desligamento,
acomodados, adversos,
roídos de infernal curiosidade.


Esse poema está no livro "Corpo". A fotografia é de Graça Loureiro.

2 comentários:

Denise Lacortte disse...

Esse poema é uma pura realidade...a gente tem curiosidade em conhecer o próprio eu, seu interior e qdo fica cara a cara com ele, se assusta rsrsrsrs...pelo menos minha interpretação é esta! Bjao miga fofa!

Juliana Meira disse...

Denise!
muito bom receber tua visita por aqui!
um poema lido, relido pelos olhos da gente ou pelos olhos de outra gente é sempre surpreendente..
te adoro amiga, venha sempre!!

25 de abril de 2008


O OUTRO
(Carlos Drummond de Andrade)


Como decifrar pictogramas de há dez mil anos
se nem sei decifrar
minha escrita interior?

Interrogo signos dúbios
e suas variações calidoscópicas
a cada segundo de observação.

A verdade essencial
é o desconhecido que me habita
e a cada manhã me dá um soco.

Por ele sou também observado
com ironia, desprezo, incompreensão.
E assim vivemos, se ao confronto se chama viver,
unidos, impossibilitados de desligamento,
acomodados, adversos,
roídos de infernal curiosidade.


Esse poema está no livro "Corpo". A fotografia é de Graça Loureiro.

2 comentários:

Denise Lacortte disse...

Esse poema é uma pura realidade...a gente tem curiosidade em conhecer o próprio eu, seu interior e qdo fica cara a cara com ele, se assusta rsrsrsrs...pelo menos minha interpretação é esta! Bjao miga fofa!

Juliana Meira disse...

Denise!
muito bom receber tua visita por aqui!
um poema lido, relido pelos olhos da gente ou pelos olhos de outra gente é sempre surpreendente..
te adoro amiga, venha sempre!!